Síndrome de Munchhausen

Mãe obriga criança saudável a fazer 13 cirurgias 

Christopher, de oito anos, chegou a receber oxigénio, deslocava-se numa cadeira de rodas e era alimentado através de um tubo, apesar de não estar doente

Kaylene Bowen é uma mãe do Texas que está atualmente presa por infligir ferimentos ao seu próprio filho, o pequeno Christopher, de oito anos.

A mulher levou a criança 323 vezes ao hospital, alegando que esta se encontrava doente, e submeteu-a a 13 cirurgias. O pai do menor diz que ela sofre de Síndrome de Munchhausen, uma doença psiquiátrica em que os indivíduos fingem doenças ou traumas psicológicos para chamar atenção ou simpatia para eles. Neste caso, Kaylene Bowen usou o filho para chamar a atenção.

Christopher foi retirado à mãe depois do Hospital de Dallas ter alertado as autoridades. Nos documentos da polícia, e de acordo com a CBS News, pode ler-se que os abusos médicos que a mãe infligiu à criança começaram quando o menino tinha apenas 11 dias e prolongaram-se até agora.

A mulher de 34 anos nega todas as acusações e alega que o filho sofre de cancro e de uma rara mutação genética e que precisa urgentemente de um transplante de pulmão.

Segundo a BBC, a criança chegou a receber oxigénio, deslocava-se numa cadeira de rodas e era alimentada através de um tubo, sem, no entanto, se encontrar doente.Por causa dos tratamentos médicos invasivos, Christopher sofreu três infeções no sangue. Durante anos, Kaylene Bowen conseguiu enganar médicos e enfermeiros, mas uma equipa médica acabou por concluir que a criança é saudável.

Ryan Crawford, o pai do rapaz, está separado de Bowen e disse que já suspeitava da ex-mulher. “Sempre que ia a tribunal pedir a guarda do meu filho, ela dizia que o Chrstopher estava às portas da morte. Nunca acreditei nela, mas o tribunal a creditou e nunca me concedeu a guarda”, contou o progenitor de Christopher, citado pela CBS News.

De acordo com o pai do menor, a ex-mulher dizia em tribunal que o pai não podia estar com o filho porque “não sabia cuidar dele”, tendo em conta os alegados problema de saúde do menino.

A Síndrome de Münchhausen é uma doença psiquiátrica em que o paciente, de forma compulsiva, deliberada e contínua, causa, provoca ou simula sintomas de doenças, sem que haja uma vantagem óbvia para tal atitude que não seja a de obter cuidados médicos e de enfermagem.

Na Síndrome de Münchhausen, a pessoa afetada exagera ou cria sintomas nela mesma para ganhar atenção, tratamento e simpatia. Em alguns casos extremos, pessoas com esta síndrome estuda a fundo alguma doença para conseguir produzir os sintomas com maior precisão. A doença não deve ser confundida com a hipocondria; por exemplo: quem sofre da síndrome pode injetar na veia um material infectado, causando uma infecção, enquanto o hipocondríaco realmente acredita que está doente.

Alguns dos possíveis sintomas da síndrome de Munchhausen são:

  • Sintomas se encaixam perfeitamente na descrição clássica da doença relatada, mas a resposta aos tratamentos é instável e ineficiente;
  • Ânsia de se submeter a diferentes exames e procedimentos;
  • Histórico médico e pessoal incoerente;
  • Consultar diferentes médicos e diferentes hospitais, algumas vezes de várias áreas;
  • Profundo conhecimento da doença e dos procedimentos hospitalares;
  • Recusa em deixar os médicos conversarem com familiares ou amigos.
  • Transtornos psicológicos, especialmente os relacionados a carência afetiva, teatralidade e insegurança.

Deixe uma resposta